Este design apresenta vantagens, concretamente em termos de equilíbrio do peso, mas também em características de torção. Além da construção leve e compacta, o óleo da caixa de velocidades adicional que era anteriormente necessário para lubrificação da caixa de velocidades deixa de ser necessário. Como anteriormente, os veios de sincronização helicoidais de alta resistência são utilizadas para uma melhor engrenagem, um funcionamento silencioso e uma suavidade superior. Também como anteriormente, os veios da caixa de velocidades possuem rolamentos anti-fricção na nova transmissão, enquanto os carretos da caixa de velocidades (carretos livres) funcionam com rolamentos de agulha para uma baixa fricção. Os carretos e por conseguinte as mudanças são engrenadas através de um tambor seletor de aço montado sobre rolamentos de esferas, três forquilhas de engrenagem cementadas com extremidades temperadas cromadas e mangas deslizantes para uma ligação bloqueada contra a fricção das engrenagens.
A transmissão, que é utilizada na R 1200 GS pela primeira vez, estreia também no motor bicilíndrico boxer da BMW Motorrad uma embraiagem em banho de óleo com oitos discos de fricção em lugar da embraiagem a seco de apenas um disco utilizada anteriormente. Esta solução permite uma redução do binário de inércia devido ao diâmetro exterior significativamente inferior com 147 milímetros (R 1200 GS anterior: 180 mm) e um design geral mais compacto. Pela primeira vez num motor bicilíndrico boxer, o sistema da embraiagem está equipado com função deslizante. Com esta redução da transmissão do binário de travagem do motor para a roda traseira, a moto permanece ainda mais estável e segura durante a travagem.
+ Ler mais

Ainda mais tecnologia em pormenor

spinner