Vivemos e respiramos para o espírito da GS.

Partilhamos a aventura.

Atenção, risco de contágio! Independentemente do destino e da companhia, os embaixadores GS estão a espalhar o espírito da GS por todo o mundo. Fascinam com as suas aventuras. Emocionam com as suas histórias. E com a sua coragem eles inspiram-te a partir e descobrir o desconhecido. Só podemos apresentar alguns aqui, porque são cada vez os contagiados pelo espírito da GS.

«
A GS abriu um mundo novo para mim e mudou a minha vida completamente.
»

Tobias Weiser

O homem GS da Austrália.

O homem GS da Austrália.

A GS é perfeita para aventuras na Austrália – asfalto, montanhas, rios e desertos. Um terreno ideal para Miles Davies, ex-gerente de marketing da BMW Motorrad na Austrália. Ele conhece a fundo a comunidade GS do seu país natal. É graças a ele que o espírito da GS se tornou tão popular na Áustrália. Para Miles,o motociclismo é um modo de vida ou "um estilo de vida" como ele lhe chama. Miles atreveu-se a fazer o que ninguém tinha feito antes dele: foi o primeiro motociclista a participar com uma BMW R 1200 GS na Finke Desert Race, um dos maiores eventos de motociclismo da Austrália – um rali verdadeiramente radical. E o experiente motociclista GS chegou à meta e fez um excelente tempo. Miles atravessou também o Deserto de Simpson com muitos outros motociclistas GS; 1100 dunas de areia ao longo de mais de 550 quilómetros. Miles é um instrutor de alma e coração. Ensinou inúmeros proprietários GS a conduzir de forma perfeita em condições todo-o-terreno ao longo de vários dias de formação e competiu com eles várias vezes no GS Safari Enduro na Áustralia.

+ Ler mais

Pelos extremos há 30 anos.

Pelos extremos há 30 anos.

Michael Martin é fotógrafo, aventureiro e geógrafo. Com o espírito da GS no sangue de profissão, já passou pelos desertos do Saara, Atacama e Antártica. Há mais de 30 anos que explora esses lugares inóspitos e a moto é um dos seus modos de transporte favoritos.

+ Ler mais

Uma mulher no meio dos homens.

Uma mulher no meio dos homens.

Sendo a primeira guia do GS Trophy internacional, Jolandie ou simplesmente "Jo" Rust, precisa de afirmar-se num domínio tipicamente masculino. Não é difícil para ela. Rust não se atrapalha facilmente. Nem mesmo depois de ter sido apanhada num assalto à mão armada durante a sua viagem em África.

+ Ler mais

A viajante pioneira.

A viajante pioneira.

Como era viajar pelo mundo antes da globalização? Como era sem Internet, GPS nem telemóveis nos cantos mais remotos da Terra? A inglesa Elspeth Beard lembra-se bem dessa época. Quando partiu para o desconhecido aos comandos da sua BMW em 1982, passou a servir de modelo para aventureiros que vieram depois. É frequente contar a sua história a públicos fascinados. Está a planear um livro e já recebeu telefonemas de Hollywood.

+ Ler mais
Tomm Wolf está ligado ao mundo da GS como mais ninguém. Já em 1980, embarcou em aventuras na R 80 G/S. O seu insondável entusiasmo e fascínio pelo enduro são contagiosos. Portanto, não é de admirar que tenha transformado o seu hobby em profissão e que agora seja instrutor no parque de enduro.
Mas não se ficou por aí. Os mais entusiastas contagiam os restantes. Por isso, Tomm Wolf estava predestinado para a função de agente desportivo no GS Trophy Internacional. E depressa ganhou a alcunha "Mister GS Trophy". O espírito da GS está em todas as fibras do seu ser e emana da sua personalidade.
+ Ler mais
Mais sobre Tomm Wolf

#spiritofGS

Cada quilómetro transforma-nos, cada segundo apresenta-nos novas perspetivas e cada vista integra uma imagem na nossa memória – é esse o espírito da GS.

Dá uma espreitadela

Uma grande família GS

Somos muitos. Vivemos por todo o mundo. Vivemos para a aventura. Todos nós conduzimos uma GS. O espírito da GS acolhe qualquer pessoa de qualquer parte do mundo. Estende a mão para ajudar. Abre as portas da gastronomia estrangeira. E transforma encontros em amizades.
+ Ler mais
«
Este ano, quero ir à Cidade do Cabo. No próximo ano, quero viajar pela Rodovia Pan-Americana. E quem sabe o que se segue...
»

Željan Rakela

Se o sonho nunca acabar.

Os trota-mundos depressa se lançam a concretizar os seus sonhos. Partem com o objetivo de estar sempre em movimento. De procurar aventuras e superar o desafio seguinte.
Chuva, lama, pó e areia são o seu elemento. Nada os para, porque o espírito da GS lhes corre nas veias. São estes os grandes aventureiros da nossa era. Seguem o seu desejo e mostram que a coragem vale a pena. São estas as suas histórias.
+ Ler mais

A GS parte em auxílio - onde quer que estejas.

A GS parte em auxílio - onde quer que estejas.

O Doutor Hans-Henning é um viajante de moto experiente que se propos a levar ajuda até lugares inacessíveis a qualquer outra pessoa. A sua visão é percorrer 50 mil milhas e angariar 50 mil euros para os necessitados. Acima de tudo, quer pôr um sorriso no rosto das crianças. O espírito da GS pode ser visto em muitos rostos e histórias. Um deles é Hans-Henning e a sua viagem Ride of Smiles.

+ Ler mais

Ele segue a sua paixão – da Ásia aos Alpes.

Ele segue a sua paixão – da Ásia aos Alpes.

De dois em dois anos, os fãs do motociclismo de todo o mundo fazem uma peregrinação até aos Motorrad Days. Normalmente, chega-se uns dias antes. Prasit já estava a caminho semanas antes do grande evento. E com razão. A sua viagem começou na Tailândia, mais especificamente, em Banguecoque, e subiu pela Mongólia até a Rússia, para terminar em Garmisch-Partenkirchen. Ele transformou a sua vida numa grande "viagem" na mais verdadeira aceção da palavra.

+ Ler mais

Alforges cheias de histórias GS.

Quem quer viver algo precisa de coragem para partir e de vontade para perseverar. Foram já várias as pessoas que se lançaram em viagens, curtas e longas, com a GS. Todas elas regressaram com experiências inesquecíveis.

Isso ou ainda estão a escrever as histórias que viveram com uma GS. Viajar pelo mundo com a GS significa ser um pioneiro. Procurar aventura. Descobrir o desconhecido. Viver o que nunca foi vivido.

+ Ler mais
Sobre as emocionantes histórias GS

Aventura garantida.

Nenhuma outra moto é mais aventureira do que a GS. Os modelos GS têm andado sobre caminhos de terra, através do deserto Gobi, suportado as chuvas tailandesas ou as passagens montanhosas ventosas até ao próximo local desde 1980 – a aventura é o objetivo. Independentemente da aventura que tenhas planeado, a GS leva-te até lá.

Mais sobre a BMW R 1200 GS Adventure
Mais histórias que poderão interessar-te.
Motociclos aptos.
spinner